ILHÉUS E ITABUNA SE UNEM PARA COMETER CRIME AMBIENTAL

23 setembro, 2011

Com o título “Ilhéus e Itabuna podem responder inquérito civil por retirada ilegal de areia”, o Jornal A Tarde da Bahia de hoje, 23.09.2011, publica reportagem sobre a união que fizeram prepostos das duas prefeituras para cometerem um crime ambiental, pois o artigo 55 da Lei 9.605/98, diz que a pesquisa, lavra ou extração de recursos minerais, sem a devida autorização, permissão, concessão ou licença é crime, com pena prevista de seis meses a um ano de detenção.

Foto: Jornal A Tarde

Diz também a reportagem que as duas prefeituras serão chamadas a assinar um Termo de Ajustamento de Conduta – TAC, e a depender da gravidade dos fatos flagrado pela Delegacia de Proteção Ambiental na terça-feira, poderão ser alvo também de inquérito civil público.

O mais interessante de tudo isto é que os administradores das duas cidades não conseguem se unir para criar uma Região Metropolitana que traria grandes benefícios para todos, mas facilmente se unem para cometer crime ambiental.

Aproveito a oportunidade para mais uma vez assinalar a importância de lutarmos pela imediata criação da REGIÃO METROPOLITANA ILHÉUS-ITABUNA.

Eu afirmo aqui que vou continuar lutando por isto.

Foto: Anabel Mascarenhas

Carlos da Silva Mascarenhas

carlos.consultic@gmail.com

Anúncios

Jacques Wagner faz restrospectiva

4 janeiro, 2010

O governador da Bahia fala sobre seus três anos de governo:


Palestras sobre ZPE

29 abril, 2009

Promovido pela PROMOBAHIA e pelo Governo do Estado da Bahia, e com o apoio do Governo Federal, do Banco do Brasil e da ABRAZPE – Associação Brasileira das Zonas de Processamento de Exportação, será realizado em Salvador-Bahia, no dia 06.05.2009, às 18:30 horas, no Restaurante Fogo de Chão, um happy business com palestras sobre o Tema: Zonas de Processamento de Exportação – ZPE – Oportunidades de Negócios e Investimentos para a Bahia, com os palestrantes Helson Braga, Presidente da ABRAZPE e Edmundo Ramos, Coordenador da ZPE BAHIA S.A.

Como estudioso e interessado pelo assunto, já fiz a minha inscrição e participarei do evento. Gostaria, no entanto, de evidenciar a minha estranheza ao verificar que nenhuma instituição da nossa Cidade, especialmente a nossa Prefeitura e a nossa Câmara de Vereadores, aparecem como promotoras ou apoiadoras deste evento.

Acredito que, por ser de grande importância para o desenvolvimento da nossa cidade e região, devemos seguir de perto todas as discussões sobre a implantação da nossa ZPE.

Para maiores informações sobre o evento acessar:

http://www.abrazpe.org.br/eventos.html

image

 

Carlos da Silva Mascarenhas

carlos.consultic@gmail.com 


A CRISE E OS AJUSTES FINANCEIROS NECESSÁRIOS

17 março, 2009

Muito se vem falando de CRISE, e com a crise, a primeira providência que as Empresas costumam tomar é REDUZIR CUSTOS. Porém, antes de se pensar em reduzir custos, é extremamente necessário que se reveja o planejamento da Empresa e que se faça uma análise criteriosa dos processos empresariais, para que possam ser definidas, com acerto, quais despesas devem ser cortadas ou reduzidas e quais projetos devem ser cancelados ou adiados.

De acordo com artigo publicado no Financial Report da IT Mídia S.A., edição de janeiro de 2009, a Trevisan Consultoria recomenda os seguintes cuidados na hora de adiar ou cancelar um projeto.

. Faça uma análise criteriosa;

. Mantenha projetos que privilegiem a redução de custos;

. Adie os que darão retorno no longo prazo;

. Leve em conta os fatores externos;

. Faça um ranking com os projetos vitais para a sobrevivência da empresa;

. Não aborte iniciativas que demandaram meses ou anos para serem planejados;

. Adie projetos que irão gerar um pequeno aumento de produtividade;

. Continue com os que trarão ganhos de lucratividade;

. Cuidado para não comprometer o entusiasmo e o comprometimento dos colaboradores;

. Saiba que a decisão deve estar relacionada às questões mercadológicas;

. Não cancele projetos no auge do seu desenvolvimento;

. Leve em conta a sazonalidade;

. Não cancele os que têm tecnologia intensiva aplicada, corre-se o risco da obsolescência;

. Mantenha o plano de expansão a uma velocidade menor, caso a crise não afete diretamente o negócio;

. Considere que sempre é preciso implementar projetos. O que a crise faz é mudar a priorização do investimento.

Além destas recomendações, a Trevisan estabelece também alguns mandamentos para a contenção racional de custos.

. Planejar e manter atualizado o orçamento financeiro contemplando todas as áreas da empresa com previsão de investimentos (se necessário);

. Ter uma visão mais econômica (lucro) e menos financeira (caixa);

. Estabelecer uma curva ABC de custos, identificando aqueles que apresentam maior incidência e impacto no orçamento;

. Exercer um controle mais efetivo sobre estes custos de maior incidência;

. Rever os principais processos internos e identificar os custos envolvidos a cada atividade;

. Adotar centos de custos e classificar as despesas por natureza

. Estabelecer metas e objetivos visando a redução de custos;

. Envolver os colaboradores nesta tarefa.

Pois é. Seja uma “marola”, ou uma “Crise” com “C” maiúsculo, o certo é que nelas existem também excelentes possibilidades de crescimento, desde que algumas regras básicas sejam seguidas.

No caso específico da Área de Tecnologia da Informação, é interessante observarmos que uma das recomendações prega que não se deve cancelar projetos que têm tecnologia intensiva aplicada, pois corre-se o risco da obsolescência.


Dia da internet segura

10 fevereiro, 2009

internet-segura

Nesta terça (10 de fevereiro), o Brasil e mais 64 países promovem o Dia da Internet Segura. Realizado desde 2004 por conta de uma iniciativa da Comissão Européia, o Safer Internet Day acontece sempre em fevereiro, com o objetivo de promover o uso consciente, seguro e responsável da web e de telefones celulares, especialmente entre jovens e crianças.

O Brasil participa desde 2008 da iniciativa. Para a edição de 2009, a Comissão Européia convidou formalmente a organização não-governamental Safernet, que defende os direitos humanos no ambiente virtual, e o Ministério Público Federal de São Paulo para organizarem a data no país.

A agenda organizada pelas instituições tem sites com orientações sobre segurança, palestras, chats e lançamento de cartilhas de segurança. Na página oficial da iniciativa, há ainda uma seção com diversas informações sobre como navegar de forma segura: ela reúne cartilhas, reportagens na TV, dicas e jogos.

“Os organizadores acreditam que parcerias entre atores institucionais, públicos e privados são fundamentais para garantir o uso positivo dessas novas tecnologias, bem como reduzir os riscos decorrentes de comportamentos perigosos ou abusivos”, diz o site brasileiro. O objetivo para o Dia da Internet Segura, continua, é promover atividades de conscientização em torno do uso seguro e responsável das novas tecnologias de informação.

Acesse a CARTILHA com dicas de segurança na internet.

cartilha

Informação do G1 Tecnologia


Será que este é um site suspeito?

23 janeiro, 2009

Você pode ter essa dúvida ao receber um link ou  simplesmente querer confirmar a confiabilidade de um site.

Resolver isso é simples. Para saber se o site possui conteúdo perigoso ou código malicioso, copie no seu navegador:

http://www.google.com/safebrowsing/diagnostic?site=linkaos.com.br

Em seguida substitua linkaos.com.br pelo endereço do site que quer consultar. A Google te dará várias informações sobre este site nos últimos 90 dias como a imagem a seguir.

tela1

Outra ferramenta oferecida pela McAfee é uma avaliação completa do site em relação a worms e malwares.

Copie no seu navegador:

http://www.siteadvisor.com/sites/mdig.com.br

e substitua mdig.com.br pelo site que quer verificar.

Veja o resultado nas telas abaixo:

tela2

tela3

tela4

Dica encontrada na Metamorfose Digital.


Cinco dicas para criar um bom currículo para a área de TI

12 janeiro, 2009

Este post nasceu da necessidade de explicar aos nossos leitores que apesar de darmos Assessoria e Consultoria em TIC, não fazemos a ponte repassando currículos para as empresas do Pólo de Informática de Ilhéus. Vários currículos têm sido encaminhados a nós, mas segundo a nossa política interna, não os encaminhamos às empresas, pois isso poderia sugerir que nos responsabilizamos pelos candidatos, o que não podemos fazer, uma vez que não os conhecemos.

Segue o texto, pertinente para o momento:

"Currículos da área de tecnologia estão se empilhando muito rápido nas mesas dos recrutadores. Mais do que nunca, é importante ter um currículo que se destaque da multidão. Infelizmente, os profissionais de TI têm a fama de produzir currículos muito complicados de se entender.

No mercado aquecido do ano passado, até dava para se safar com um currículo pobre. No ambiente turbulento que vivemos, no entanto, um currículo bem escrito e formatado pode fazer toda a diferença para você garantir seu sustento diário.

A Infoworld preparou uma lista com cinco dicas essenciais para que o profissional de tecnologia elabore um currículo de destaque e evite cair em erros bobos:

1 – Deixe os detalhes de lado.
"O problema número 1 com a maioria dos currículos técnicos é que eles são muito longos", diz Martha Heller, diretora administrativa e recrutadora da firma de recrutamento ZRG. É muito comum, afirma, recebermos currículos de seis páginas que poderiam ter duas. Três páginas é o limite, mas somente se o profissional tiver ao menos uma década de experiência e conquistado muitos bons resultados.

O conselho de Heller é ficar mais tranqüilo e resumir tudo. "Com o ritmo das mudanças da tecnologia, não há nenhuma forma de aquela tecnologia com a qual você não lida desde 1985 ajude a encontrar um emprego agora. Deixe isso fora do seu currículo", diz.

2 – Não escreva um objetivo.
"Não coloque um objetivo no currículo", diz Carole Schlocker, que dirige o iSpace, uma firma de recrutamento em TI. "Ninguém liga para o que você quer. As empresas querem saber o que você pode fazer por elas", afirma.

Uma forma comum de iniciar um currículo seria algo como "Objetivo: usar meus conhecimentos técnicos em um ambiente empresarial abrangente para crescer com a organização e ajudá-la a ser competitiva e lucrativa".

Em vez do objetivo, tente abrir o currículo com um resumo das qualificações em, no máximo, quatro tópicos. Veja um exemplo de como fazê-lo:

– Mais de 10 anos trabalhando com aplicações Oracle, personalizando-as para organizações globais;
– Expertise específica nos seguintes módulos e versões Oracle: Procurement and Spend Analytics, Hyperion Financial Management.

Os dois tópicos são resumidos, evitam frases e palavras genéricas como "gerência de projetos", "suporte a vendas", "liderança", "trabalho em equipe" e "excelente habilidades comunicativas". Pequenos, os currículos não comportam estes termos que ficam sem sentido.

3 – Saiba os canais pelos quais se currículo passa.
Quando for fazer o currículo, pense nas mãos e nos locais pelos quais ele vai passar. A maioria dos currículos de profissionais de TI entram em um redemoinho. Podem ser procurados por palavras chaves em mecanismos de busca, parar na mão de um contratador ou recrutador não técnico ou mesmo chegar nas mãos de um CTO ou CIO. O desafio é escrever um currículo que seja eficiente para todos.

Ao definir palavras-chave, pense nas suas variantes. Você deve preencher o currículo com Access, MS Access ou Microsoft Access? Todas dizem a mesma coisa, mas é difícil saber qual terá mais valor para a busca. "O seguro é utilizar pelo menos duas das três", diz Schlocker. É bom lembrar que as palavras-chave quase sempre são definidas de acordo com a descrição da vaga que a pessoa solicitante passa aos recrutadores.

Outra questão importante é utilizar palavras-chave e acrônimos tanto na lista de habilidades técnicas quanto no corpo do currículo. Com isso, o candidato otimiza a busca e facilita a leitura por parte dos recrutadores, que conectará mais fácil os predicados do postulante e as características da vaga.

4 – Destaque somente as certificações adequadas.
Os gerentes de recrutamento estão com currículos até o pescoço e precisam separá-los em duas pilhas: os que servem e os que não servem. Certificações são uma forma bastante efetiva de realizar esse primeiro filtro. Certos ou errados, os recrutadores não-técnicos usam as certificações com freqüência para ajudá-los a avaliar as habilidades técnicas.

Certificações são quase tão importantes quanto experiência de trabalho. Mas ter a certificação correta pode contar pontos a favor do candidato. De acordo com pesquisa da Foote Partners com mais de 22 mil profissionais de TI, as certificações mais valiosas hoje estão em dois campos: arquitetura e segurança. Certificações da Microsoft e da Cisco também estão em alta.

5 – Saiba balancear a parte técnica com os negócios.
Descrever seus empregos anteriores de forma sucinta e eficiente é mais arte do que ciência. Não há regras específicas, mas algumas dicas podem facilitar isso. A descrição de empregos anteriores deve se iniciar com um tópico que dá uma visão geral sobre o que foi realizado. Veja o exemplo:

"Técnico especializado em serviços financeiros com experiência em redes de larga-escala com uptime excelente"

O corpo deve descrever detalhes técnicos que mostra o impacto da atuação do profissional nos negócios. Tanto o gerente de recrutamento quanto o CIO quer funcionários que entendem o papel da tecnologia nos negócios, principalmente em tempos de turbulência financeira. Os empregos mais recentes devem conter os maiores detalhes, enquanto os mais antigos requerem apenas o nome da empresa e o seu cargo.

Prefira números na hora de descrever as experiências passadas. Como um líder de administração de sistemas, por exemplo, quantas pessoas o candidato gerenciou? Se o postulante à vaga construiu uma rede de relacionamentos, deve pontuar o número de pessoas que ela reúne.

Pode soar bem dizer que você respondia diretamente ao CIO, mas o recrutador pode sentir-se enganado se descobrir que foi em uma empresa de cinco pessoas. "Habilidades técnicas, posição ocupada e realizações têm valor de acordo com o contexto da empresa na qual se trabalhava", diz Heller."

Fonte: PC World.